Queremos paz


Ao começar o mundo era outro
sem limites de muros e fronteiras
tudo para todos, ninguém pretendia nada.

Por pânico se armaram até o dente
e uma invasão tinham na mente
uma guerra vem e outra que se vai, oh não!

E-ah, queremos paz e não a guerra
há muitas armas na terra
queremos paz, queremos...

Quando o amor o amassa
o mais forte chega a dor o sangue e a morte
uma guerra vem e outra que se vai, oh não!.

E-ah, queremos paz e não a guerra
há muitas armas na terra
queremos páz, queremos...
Não, não, não, não , não, não, a guerra...