Soledad (tradução)


Pa-ra-ra-pa-para a (aa)
Desperto com a madrugada, aperto forte meu travesseiro,
memórias me perseguem, eu não consigo dormir
uma lágrima se rompe no meu lençol.

Pa-ra-ra-pa-a
Eu dou voltas, e a minha cama está vazia,
Eu dou golpes secos contra a parede, o quarto em caos,
gira sua fotografia, uma loucura invade meu ser ooh!.

Me sito sozinho, apenas, apenas me sinto sozinho
e sem o seu amor me sinto sozinho, apenas,
Acabei de morrer sem o seu amor.

E esse frio maldito que não vai me deixa dormir
e esse calor, de suas memórias são feridas estou tão abandonado,
como um espelho frio, fria outra lágrima romprndo no meu lençol ooh!

Apenas...apenas solidão
Apenas...apenas solidão
Apenas...apenas solidão