Onde está a voz do menino
Onde vai a luz da verdade
Onde foi parar o destino
Onde foi parar

Foi pras bandas do nevoeiro
Foi perdendo o jeito faceiro
Foi ganhando as rugas do tempo
Onde foi parar


Vai menino, conta os teus sonhos pra mim
Meu menino, pode dormir que eu serei


Teu aconchego, teu porto
Teu companheiro teu mastro
Teu rumo na escuridão
Aquela estrela ao alcance da mão

Vídeo incorreto?