Perto um pequeno rio
Ao lado teu quintal
Perco minha noção de ir e vou
Em tua direção, meu passo a apertar
Deixo minha casa aqui
E vou pra tua casa

Pois lá é que me sinto bem
É nos teus braços que me vejo
Sendo teu porém, já sei que tenho
Que me acostumar

Perto um pequeno rio
Ao lado teu quintal
Perco minha noção de ir e vou
Em tua direção meu passo a apertar
Deixo minha casa aqui
E vou pra tua casa

Pois lá é que me sinto bem
É nos teus braços que me vejo
Sendo teu porém, já sei que tenho
Que me acostumar sempre a te ver
Do outro lado da montanha

Mas custe o tempo que custar eu sei
Custe o meu futuro e custará
E bem do lado do esquerdo
Assim dentro do peito essa montanha
Eu sei que posso atravessar

Mas custe o tempo que custar eu sei
Custe o meu futuro e custará
E bem do lado do esquerdo
Assim dentro do peito essa montanha
Eu sei que posso atravessar
Pra te encontrar


Pois lá é que me sinto bem
É nos teus braços que me vejo
Sendo teu porém, já sei que tenho
Que me acostumar sempre a te ver
Do outro lado da montanha

Mas custe o tempo que custar eu sei
Custe o meu futuro e custará
E bem do lado do esquerdo
Assim dentro do peito essa montanha
Eu sei que posso atravessar

Mas custe o tempo que custar eu sei
Custe o meu futuro e custará
E bem do lado do esquerdo
Assim dentro do peito essa montanha
Eu sei que posso atravessar
Pra te encontrar

Vídeo incorreto?