O que transborda em mim?
O que me realiza?
Abre o que me é de direito
Deixa-me enxergar o regalo
Corre depois do fim
Pedaços meus, assim
Para depois viver como um todo
De longe perdidos sorrindo
Da tua boca ouço
Da tua boca eu como
Durmo nos teus braços e acordo na solidão.

Na impossibilidade
De que na luz possa eu te encontrar
Se no avesso procuro de longe chegar
A só o teu amar enxergar assim
Esse possivel amor, terei.

Na impossibilidade
De que na luz possa eu te encontrar
Se no avesso procuro de longe chegar
A só o teu amar enxergar assim
Esse possivel amor
Terei...

Vídeo incorreto?