O cosmos e a madrugada
Se empenharam numa jornada
Junto à tal cerotonina
Pra punir a estrela mina
Se foi ela a mais amada
No acaso da madruga
E agora ameaçada de se ver toda apagada

Sempre a estrondar o meu valor
Que deixou de aguar a flor
Graças aos guardiões universais despertei um grande amor
Das alturas veio para abalar
Quem danificou todo meu setor

Foi você que disse sim àquele fim
Agora vem chorar por mim
Sua estrela apagou
No seu fim encontrei a razão de viver assim feliz
Assim feliz, feliz

Nessa busca tão remota
Pra saber quem dopa a mina
Houve a colisão dos astros
Marte o planeta culpado
E agora como uma flecha
Vou me lançar ao horizonte
Sem destino e sem saudades
De gozar na tua morada

A prosa é forte
E agora eu sei quem vem para te ofuscar
Olha quem tá ali
Cintilante agora em forma de gente
Invadiu assim meu planeta Azul

Foi você que disse sim àquele fim
E agora vem chorar por mim
Sua estrela apagou
No seu fim encontrei a razão de viver assim feliz
Assim feliz, feliz

Se desmanchando no buraco negro
Pediu calor, pediu mais cor

Foi você que disse sim àquele fim
E agora vem chorar por mim
Sua estrela apagou
No seu fim encontrei a razão de viver assim feliz
Assim feliz, feliz

Vídeo incorreto?