Adeus


Adeus, adeus, adeus.

Adeus, eu te digo adeus,
simplesmente adeus
sem te ofender.
Que lhe importa à razão
quem dos dois a levou
amargamente?

Estribilho:
Te posso dizer uma coisa,
te posso dizer que se sente.
Na página seguinte
você encontrará uma rosa
que em vida foi caprichosa
e agora dorme docemente.
Adeus, adeus.

Adeus, eu te digo adeus,
simplesmente adeus.
Eu sou valente
Se a vida me negou
o que quis com amor,
docemente.