Quando jesus ao calvário seguia.
A pesada cruz em seus ombros levava.
Eu era culpado e tu padecias.
O seu grande amor que ali demonstrava.

Quem é que iria morrer em uma cruz.
Quem suportaria ali tão grande dor.
Quem é que iria pagar os meus pecados.
Só tu jesus querido com o teu amor.

Pai! se possível passa de mim este cálice sem que eu beba.
Mas toda via não se faça a minha vontade, mas sim a sua vontade.
E começou a orar intensamente.
E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue.
E caiam até o chão.

Três dias ficaste no seio da terra.
Mas ao voltar trazia a salvação.
Para quem chegar arrependido.
Tu tens o poder de dar o perdão.

Vídeo incorreto?