Chuva de pranto que cai
Tempestade de saudade
Solidão dentro de mim não sai
Onde anda a minha felicidade
É o amor que se perdeu
E o Sol que deixou de brilhar
Até a Lua de mim se escondeu lá no Céu
Pra nao me ver chorar
Não dá pra aceitar esse adeus
Que ficou no meu coração
não dá pra aguentar esse inverno sombrio
vendo a fal de paixão
são chuvas de amor
Caindo em meu rosto
molhando o meu corpo
De tanto desejo
Na ansea de uma beijo
Me fiz prisioneiro desse seu amor

vidas que vão e que vem
Se ver todo dia
Meu Deus como eu queria
que os ventos do mundo
te trouxessem pra mim`
É tão dificil viver por viver
Não demore muito pra se decidir
Eu preciso existir
Outra vez pra você.

Vídeo incorreto?