Tu me sondas
E em tudo me conheces
Até o meu pensar, senhor sabes tu, eu sei
Desde o ventre
Eu ainda nem era
Já eras tu comigo
Isso também sei

Apesar da fragilidade
Tu habitas em mim
Mesmo em meu ser pequeno
Tu te moves assim
Mesmo que eu desça ao abismo
Sentirei tua mão
E tu conservarás em paz
Esse meu coração

E quem apartará
O teu espírito de mim
Se tu me amas assim
É impossível
Posso passar
Pelo vale da sombra da morte
Não temerei mal algum
Estarás comigo
Por onde for

Vídeo incorreto?