Acabei de quebrar meu juramento
No lado de dentro do meu coração
A faca me corta, a vida me escapa
O fio da faca nas mãos da paixão

No que dei meu grito foi como se nada
Foi como um segredo fugindo da boca
Temores domados, rancores dormidos
Juras guardadas de um amor fingido

Mas se a razão insiste em me julgar
Que testemunhas tenho a meu favor ?
Aquele nosso velho amor morreu
Morreu de velho aquele nosso amor

Você não pode me condenar
Nem tem motivos pra estar triste assim
Tudo que eu fiz foi não querer perpetuar
Um sentimento que morria

A paixão não sabia esperar
Vive no tempo da flor, fugaz
Aproveitou da distração pra se instalar
E apunhalou o nosso amor por trás

Vídeo incorreto?