A pêra no pé madura
Do pomar, a princesa
Hoje, natureza morta
Na fruteira da mesa

Mesa que ali repousa
Silenciosa na sala
Jacarandá-da-baía
Debaixo de uma toalha

Toalha rendada fina
Feita de espera e desejo
Como um rosário nas mãos
De uma mulher nordestina

O destino espera
A vida dispara

Vídeo incorreto?