Águas claras, águas puras, onde energias futuras
Nessas fontes se abeberam
São canais ligando portos, esquecidos, quase mortos
Que ainda progresso esperam
É o coração do rio grande, que pulsa forte e se expande,
Carregando a produção
Que se escoa pelos rios, enfrentando os desafios
Que nascem da evolução

(Rio uruguai, ibicuí, rio pelotas, camaquã
Taquari, rio jacuí, rio pardo, ibirapuitã
Jaguarão, rio jaguari, velho rio santa maria
Rio caí, rio quaraí, rios que correm noite e dia.) bis

E nesse embalo das águas, levando queixumes, mágoas
Os rios se estirando vão
Parecem serpentes mansas ou virgens de longas tranças
Artérias de um coração
Rios onde os barcos deslizam e as águas fertilizam
Terras de planta e de mato
Onde os peixes abastecem vilarejos que florescem
Perdidos no anonimato

Vídeo incorreto?