Muitos amigos não desfazem a solidão
E muitos sorrisos mão alegram o coração
É preciso ter motivos e razão para se viver
É preciso ter sentido e coragem pra vencer

Quantos errantes sem destino e sem lugar
Andam nas sombras e não sabem mais voltar
São pródigos, são filhos de um pai que sente a dor
Vivem das migalhas, tão longe de Deus que é amor

Vem depressa, vem meu filho, aqui é teu lugar.
Sinto tanto, tua falta, teu Pai, quer te abraçar
Um banquete de alegria, de fartura e de prazer
Um anel e roupas novas, o meu filho voltou a viver

Muitos amigos não desfazem a solidão

Vídeo incorreto?