Ainda me lembro daquela madrugada
Com meu amigos curtindo uma balada
E entre um gole de Whisky vibrante
Conheci uma garota interessante
Ofereci, ela não quis minha bebida
Diferentemente das suas amigas
Tomavam todas e falavam bobagens
E os meus olhos fitos naquela imagem
E ela ali parada bem na minha frente
Com olhos vivos e sorriso inocente

Me aproximei dando uma de amigo
Falando educado ao pé do ouvido
Joguei um charme e chamei pro reservado
Ela topou a gente ir lá pro meu carro
Sei que bebida não combina com volante
Mas eu queria impressionar com meu possante
Acelerei bem forte naquela avenida
E fui parado só depois de uma batida
Depois de dias acordei no hospital
Com a notícia que a ela havia falecido, eu fiquei mal

Hoje eu sou livre, aceitei a Jesus
Minha vida foi mudada, não nego a minha cruz
Mas uma coisa eu trago dentro da memória
E o que eu vou dizer é a moral da história
Aquela moça meiga e cheia de beleza
Era crente e acabara de se afastar da igreja
Ela se afastou da igreja, saiu da igreja

Vídeo incorreto?