Taregué foi pro mundo com Zaino e pé
Querendo encontrar, colheu
E girando no sonho se enlaçou
Espasmos de ar e Zeus, véus de amores
Dançou e bebeu com os seus

Pela dança a origem se fez vir
A lua ao contrário viu
Semeando um pouquinho mais de si
O canto ecoou no rio
Seus valores, janela feliz ao se abrir

O pranto que cura a dor
Das margens do rio a enchente
O peso do Zaino nas costas
Brilho da córnea e dos dentes
Do sarro a risada e o cigarro
Juras à noite de um longe pra sempre
Usa do pão e do vinho pra ressureição
Do seu corpo pra mente

Voa taregué, vá longe, vá buscar
Volte taregué, teu reino a te esperar
Voa taregué, vá longe, vá buscar
Volte taregué, teu reino a te esperar

Pela dança a origem se fez vir
A lua ao contrário viu
Semeando um pouquinho mais de si
O canto ecoou no rio
Seus valores, janela feliz ao se abrir

O pranto que cura a dor
Das margens do rio a enchente
O peso do Zaino nas costas
Brilho da córnea e dos dentes
Do sarro a risada e o cigarro
Juras à noite de um longe pra sempre
Usa do pão e do vinho pra ressureição
Do seu corpo pra mente

Voa taregué, vá longe, vá buscar
Volte taregué, teu reino a te esperar
Voa taregué, vá longe, vá buscar
Volte taregué, teu reino a te esperar

Taregué foi pro mundo com Zaino e pé
Querendo encontrar, colheu
E girando no sonho se enlaçou
Espasmos de ar e Zeus, véus de amores
Dançou e bebeu com os seus

Vídeo incorreto?