Sertanejo não nasceu pra ser retirante não
Sofrer destino seu nessa peregrinação
Sertanejo é caboclo forte e foste trabalhador
Mais a malvada da seca faz de cada um sofredor
Numa terra que quando chove
Plantando de tudo dá
Mais quando a chuva não vem
Todos tem que arriba
Morre o gado, a lavoura
E também a criação
Sertanejo pra na morrer também
Vira ave de arribação

Vídeo incorreto?