Ai coração menino, simples peregrino
Como um sino a badalar fora de tom
Ver o que vi antes, ver o que vejo agora
Este pobre peito chora.

Ai coração inocente feito umpingo de gente
Como o vento pra lá e pra cá
Sonha ser poeta, sonha dar amor
bate compasada a dor

Ai coração menino, bate forte no peito
Vê se bate direiro, como as ondas
que quebram serenas a beira mar

Ai coraçao de poeta, coração inocente
Feito àgua corrente
Como as ondas que escondem segredos
E encantam o mar.

Vídeo incorreto?