Um copo de vinho,
Um abraço apertado,
O primeiro carinho,
Ainda encabulado.
Coração grande a peito,
A razão indo embora,
Era igual nosso jeito,
De ficar nessa hora.

Mais um copo de vinho,
Já não era tão cedo,
Nossas mãos descobrindo,
Os primeiros segredos.
Mais um copo de vinho,
Muitos beijos na boca,
Muito, muito carinho,
E uma vontade louca.

Outro copo de vinho,
Sem que nada se oponha,
Nos levou ao caminho,
E acabou-se vergonha.

Mais um copo de vinho,
E você transbordando,
Outro copo de vinho,
O pudor se acabando.
Mais um copo de vinho,
Tantos beijos na boca,
Muito muito carinho,
E uma vontade louca.

Vídeo incorreto?