Um canto triste ecoou
E penetrou nos corações
O canto se haronizou
No dedilhar de violões
Ao que encontrou
Se misturou
Se enriqueceu
Se ritmou
E então ficou mulato assim
Extasiando as multidões
Este canto é da senzala, irmão
Chegou aqui com a escravidão
E cresceu no trabalho dos canaviais
É mais que um canto, é uma oração
Este canto é muito forte, irmão
É um forte traço de união
É linda a tua história
É a história deste canto
É a mesma história desta nação
E como é bom pra se entregar
Descontrair nos carnavais
Pular nos blocos e salões
E nos pagodes, tão legais
Me faz chorar, me faz sorrir
Me faz sofrer, me faz vibrar
Sem ele, eu sei, não viverei
É como o amor, é como o ar
Calangos, baiões, carimbós e fandangos
Batuques, xaxados e jongos
Misturas do povo de cá
Uma das minhas alegrias foi o LP Traço de União, que Beth Carvalho me dedicou. Obrigado, Betoca. Recriei pra você.

Vídeo incorreto?