Em tarde ensolarada, boca tua como flor nos lábios meus
Em hora madrugada, ir pra casa, ó que dor
Pedi a Deus
Pra ficar comigo
Eu era o nada
Tu a fada
E a vida
Uma grande confusão
Sempre choravas
De olhos baixos
E me pedias
Casa comigo
Tu jurastes, jurei também
Só lampejos
De querer bem
Deus, quantas vindas e partidas
Deus, tanta coisa assim perdida
Também me perdi
Quanta vida que passava
Na noite que sonhava
Quando acordava
Não via tu
A vida é só um sonho, uma ida, um retorno, eu não sei
São anos, são segundos, risos, prantos, descaminhos, onde irei?
De trem ou avião
Girando pelo mundo
Dando voltas, tão perdido, vagabundo
Tu querias que eu fosse só teu
E agora és o sonho meu
Mas não crês mais em mim um beijo,
Adeus
Dios
Dios

Vídeo incorreto?