No dorso do asfalto, dentro do meu caminhão
Sou caminhoneiro, eu sou peão
A minha vida é livre feito um pássaro no ar
Eu não tenho pressa de chegar
O laço da saudade não me prende o coração
A cada dia eu vivo uma paixão
Eu solto na banguela, deixo a vida me levar
Amando sem querer me apaixonar

Minha vida é viver na estrada
Em meu caminho brilha o sol da emoção
O meu coração é fera que nunca foi domada
No rodeio de uma paixão

Nas curvas do caminho vou deixando a solidão
No rádio toca sempre uma canção
De dentro da cabine sou pedaço do motor
Piso fundo com cuidado no acelerador
No rastro dos pneus deixo o passado para trás
E a cada dia eu vivo um pouco mais
Domando o meu destino com a fibra de um peào
Nas rédeas firmes do meu caminhão.

Vídeo incorreto?