Essa aqui é dedicada pra todo mundo,
Que pega o carro emprestado do papai!

Eu trato com carinho,
O carro é do papai!
Eu tenho que pedir emprestado,
O carro é do papai!
De vez em quando eu ponho o gás,
O carro é do papai!
Mas se não fosse pelo carro,
Elas não querem mais!

Você chega na facul, boyzão tirando sarro,
Passa devagar, enquanto estaciona o carro.
Desliga o som alto, fecha os vidros e sai,
Os cara chega zuando: Louco o carro do seu pai!

E se não trampa então, você sabe sabe que não dá,
Pra pagar o seguro, a gasolina, o IPVA.
Queria ter o seu carro, viver despreocupado,
Logico ta cansado, de pedir emprestado.

Pai te chantageia e cê acaba concordando,
Lava carro, troca o óleo e ainda vai no banco.
Chega em casa feliz, porque não correu risco,
Seu pai olha e claro, sempre acha um novo risco.

Para economizar, para na rua da balada,
Volta ta sem rádio, percebe a janela quebrada.
Pegar coisa emprestada, sério, sempre causa insônia,
Assumo que eu pego, mais da minha mamãe Sônia.

Eu trato com carinho,
O carro é do papai!
Eu tenho que pedir emprestado,
O carro é do papai!
De vez em quando eu ponho o gás,
O carro é do papai!
Mas se não fosse pelo carro,
Elas não querem mais!

Eu trato com carinho,
O carro é do papai!
Eu tenho que pedir emprestado,
O carro é do papai!
De vez em quando eu ponho o gás,
O carro é do papai!
Mas se não fosse pelo carro,
Elas não querem mais!

De segunda à sexta, tem que andar de busão,
Fim de semana não rola, você quer pagar de patrão.
Vai pra balada (Vai pra balada), carro dos seu pais,
Sete no banco de trás, e ainda divide o gás.

Antes vamos no postinho, pra fazer um esquenta,
Nosso rolé não tem destino, pegar táxi não compensa.
Som no carro estourando, e curtindo um Black,
Vidro fechado e insulfilmado.

As minas ficam loucas, com o barulho do motor,
Motel pra que, eu tenho a máquina do amor.
To no volante, eu vou ficar careta,
Quando eu vi já virei todas, foda-se a Lei Seca!

O sol nascendo, volto pra casa sem demora,
Na marginal, muito louco, 150 por hora.
Carro bateu (xíii....), zuou a lataria,
Agora vou falar por papai que a culpa não foi minha!

Eu trato com carinho,
O carro é do papai!
Eu tenho que pedir emprestado,
O carro é do papai!
De vez em quando eu ponho o gás,
O carro é do papai!
Mas se não fosse pelo carro,
Elas não querem mais!

Eu trato com carinho,
O carro é do papai!
Eu tenho que pedir emprestado,
O carro é do papai!
De vez em quando eu ponho o gás,
O carro é do papai!
Mas se não fosse pelo carro,
Elas não querem mais!

(Papai me empreste o carro?
Papai me empreste o carro?
To precisando dele, pra levar minha garota ao cinema,
Papai não crio problema!)

Vídeo incorreto?