Eu já falei tanto de amor, mas de tristeza é a primeira
E dessa vez a culpa é minha, eu mesmo me dei rasteira
Sempre escrevo inspirado, escrevia na alegria
É difícil achar uma rima, que expresse minha agonia

Pra você, é quinta ou sexta, fiz um cd completo
Onde acho inspiração, dessa vez perdi o teto
E perco o chão, a razão, eu quebrei seu coração
O meu morre junto nessa, eu fui mó vacilão
A gastrite me ataca, trinta horas que eu não como
É meu corpo me culpando, to jogado no abandono

Sem vontade de comer, muito menos trabalhar
Sem vontade de escrever, sem vontade de sonhar
Quem me dera acordar, e me lembrar de um grande erro
Porque sonho sem você, não é sonho, é pesadelo
Eu acordo aliviado, pensando que foi mentira
Mas vejo a cama vazia, ela ta sem minha guria

O mundo não tem ctrl z, não tem máquina do tempo
E pro resto da minha vida, levarei o sentimento
Não é coisa do momento, fundo como cicatriz
Dói demais, e eu que fiz, não dá mais pra ser feliz
Esse filme não tem cortes, eu perdi minha atriz

Então é isso que ele sente, quando fala por um triz
Eu senti, agora entendo, cada verso de amor triste
Eu senti, eu me arrependo, me arrependo, a dor insiste
Eu fui burro, não humano, atitude foi de bicho
Quando olho a sua foto, ai que eu me sinto um lixo

Toda vida pela frente, eu fui lá e joguei fora
Sinto raiva de mim mesmo, enquanto a minha alma chora
Os seus olhos, seu sorriso, que saudade da risada
Vai ecoar na minha mente, agora em toda madrugada
O sofrimento eu mereço, mas você não merecia
Só de pensar na sua dor, já derruba minha energia

Cê merce só sorrisos, de "ganssalvo ao salassau"
Dentaduras, pringles, doce, coca-cola e muita bala
Já sei seu menu de cor, sei seus gostos decorado
Nada disso tem sabor, sem o seu amor do lado
O mundo fica sem gosto, seu piso vejo seu rosto
Setembro fica tão triste, tava tudo bem em agosto

Tava com viagem marcada, eu ia com você pra campos
Só que a partir de agora, só tem motivo pra prantos
O destino era surpresa, agora é incerto
Vou seguir a minha vida, sem ter você por perto
Tava tudo indo tão bem, conforme ia meu plano
E daqui uma semana, a gente faria 3 anos

Agora esquece os planos, perdi minha namorada
Mancada, tava pensando em casamento semana passada
Já perdi a carta principal do meu baralho
Eu to truncado, agora é foco lá no meu trabalho
Mas trabalhar pra que, trampava por você
Juntava cada nota, pra comprar nosso apê

Pra viver com você, "contém a mayte"
Te assistir na tv, eu fiz nada pra que
Me diz pra que, por que fui tão otario
Agora passa devagar, os dias no meu calendário
Eu parei a gravação, do celular eu ouço o toque
Olha a bina e vejo ela, respira e atende, flop

Que saudade da voz dela, lembrei da sua beleza
Me encho de esperança, e me encho de incerteza
Eu perdi ela pra sempre, ou será que tenho chance
Minha vida vai pra frente, ou acabou o meu romance
Como algo tão bonito, acaba com mero instante
Será que vou ter foto dela, com meus filhos na estante

Difícil passar por isso, e saber que é minha culpa
Será que rola reconquista, com certeza vou a luta
Não desisto assim tão fácil, vou lutar até o final
Cê só sente essa força, quando tem amor real
E na moral, é real, só quem sente isso sabe
Só quem perde algo assim, sabe o que é dor de verdade
Se eu perder meu beija-flor, prefiro que o mundo acabe
Se existir reencarnação, vou te amar pela eternidade

Vídeo incorreto?