Dente de sabre vou te procurar
Nas cordilheiras vou te caçar
No rio eufrates vou navegando
Remando forte pra te encontrar

No himalaia um brontossauro eu vi
Estava sozinho comendo capim
E perguntei não sei não vi
Tampouco sei de mim

No velho nilo encontrei narciso
Muito preciso ele me falou
Meu filho pegue a estrada
Segue a linha do equador

No aconcagua um alquimista achaei
Não respondeu o que lhe-perguntei
Mas na pedra descreveu os andes
Logo desapareceu

Dente de sabre vou te procurar
Nas cordilheiras vou te caçar
No rio eufrates vou navegando
Remando forte pra te encontrar

Vou remando até te achar