Refrão: (2x)

La la la ia la la, não me leve a mal
La la la ia la la, eu mando a real. (2x)


Real do dia à dia,real lá da quebrada.
Real dos meus irmãos,que estão na vida errada.

Eu tento me esquecer,fugir da realidade,
Quando lembro dos irmãos privados da liberdade.

Vida bandida,vida sinistra,
Mas tenho fé e esperança,que vamos se ver na pista.

No dia à dia,geral da atividade,
Na correria,olhando pela comunidade

Refrão :(2x)

La la la ia la la, não me leve a mal
La la la ia la la, eu mando a real.

Cheio de ódio na mente,tristeza no coração,
Vivendo o cotidiano,no mundo de opressão.

Assaltos, assassinatos,eu vejo no dia à dia,
E culpa sempre cai na minha periferia.

Pra que tanta covardia?daqui não quero sair,
Se tu não pode somar,pra que vai diminuir?

Sou pobre, sou favelado,mas tenho orgulho doutor,
Bato no peito bem forte,pois eu sou trabalhador.

Refrão : (2x)
La la la ia la la, não me leve a mal
La la la ia la la, eu mando a real.

Vídeo incorreto?