Olha o extremo boladão na pista
Mais uma vez o asfalto não distacou
Vamos virar o baile uma maravilha
Não podemos continuar no quadro de horror
A vida é louca todos sabem disso
Coração acelera olha a saudade, saudade, saudade
De um familiar até um conhecido
Seu ou meu agora que esta atras das grades
Funks que pedem a paz igual ao meu
Não é por nada não
Mas vou parar to cansado, exausto
Mcs que falam do seu apogeu
As nossas almas são de deus e não do diabo
Se tu fez teus inimigos tu segura teu baile
Agora não vem me envolver
Bagulho ficou estreito, pequeno
A semente que tu plantou é xeque-mate
A maldade ira brotar dentro do seu terreno
Por um momento o amor em mim morreu
O ódio tomou conta cena deselegante
Mataram o hugo era como um irmão meu
Da calçada ate a rua enorme poça de sangue
Aonde vamos parar com isso tudo
Irmão matando irmão perdendo a vida, a vida, a vida
E la de cima o pai acha um absurdo
Das trevas ao arrematamento é maravilha
Conquistar a paz no mundo acho dificil
Mas pelo cansaço o ser humano é vencido
Hoje em dia é dificil fazer amigos
É mais facil tu arrumar inimigos
Vejo varios te jogar no precipcio
Não vejo ninguem te puxar pra felicidade, cidade
E tendo ou não tendo no baile um atrito
Sem medo da morte agito o baile a vontade

(refrão)

Olha quem chegou
Coração acelera intão demorou
Vou que vou
Pedra bolado
Catando, lombrado, chapado
E louco de amor, louco de amor

Vídeo incorreto?