Eu sei, eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar
Eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar

São Vicente nunca lhe pediu nada
Foi você quem prometeu
Dar uma pá pros kalungas, e até hoje não deu
Dar uma pá pros kalungas, e até hoje não deu

Eu nasci na Vila Margarida, e fecho a vera com o
Fátima
Sou eu pra quem duvida, sou eu
Sou eu Sérgio da gráfica

Joguei no Kalunga de beber
Vamos para o atropelo nas ruas
Alto no planalto, era Teco-Teco
quando fazia a meia lua

Catiapoã tem uma linda Rosinha
Que faz o maior zum
Jogo Caxeta e escuto tuba
Não é pra qualquer um

No Jockey sou barbado e não faço por fé
Não matei o Bei pode crer, pois é
Sou eu Sérgio da gráfica
E no refrão vem comigo quem quiser

Eu sei
Eu sei, eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar
Eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar

A praia é das Maria e não tem maresia
Jesus olha o beira mar
Jesus olha o beira mar
Que é tão bonito de se admirar

No Guami um conheci um japones
Que com certeza só ele que tinha a vez
Na cascatinha e la no Guassu
Soa os tambores mocidade Bitarú

Vai lembrar que eu conheci uma Catarina, que também
tem Morais
Ela me jogou um charme, e tirou a minha paz

Para de arriscar faca, São Jorge guerreiro
Não desisto nunca por que sou um brasileiro
La na Vila Melo a reza é Buda
A matriz já não da pão mais que coisa absurda

Petgunte ao Bechara antes que eu me esqueça
12 é burro e 15 é borboleta
Praia das Vaca nunca deu leite
Lá ninguém é Milhonário
Pisa na cabeça da serpente
Não caia no conto do vigário

Eu sei
Eu sei, eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar
Eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar

O Náutica não tem lancha
Tancredo já não é mais presidente
Pompeba, piçarro é nóis
Contorno não tem volta, lá é só gente da gente

No Parque São Vicente tinha uma zoeira
Eu deixo um abraço lá pro Mexico 70
Que irônia diga não ao preconceito
Que o Rio Branco já ficou negro
Que irônia diga não ao preconceito
Que o Rio Branco já ficou negro

Vila Ema não meta a cabeça
Samambaia vou irrigar
Samarita, vou parar
E sei onde fica o Humaita

Do Ilha Porchat se enxerga o Itararé
Vem conosco quem quiser
É verdade aconteceu um dia
O peixe fugiu do mercado e foi parar lá na Biquinha

Não tenho dinheiro e nem onde arranjar
Mais sou o primeiro em amor para te dar
Se tu me queres vou te adorar
Vamos juntos nos amar
Se tu me queres vou te adorar
Vamos juntos nos amar

Eu sei
Eu sei, eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar
Eu sei que o meu bonde vai zoar
Perto da Capitão Mor Aguiar
Perto da Capitão Mor Aguiar
Perto da Capitão Mor Aguiar

Vídeo incorreto?