Tarde o Sol se vai, a noite vem, a lua cai
Tarde escureceu, não vejo mais o que é teu
Tão longe eu fui, um pouco mais
Com tantas cores não fui capaz

E hoje eu me dei conta quão escuro está sem ti
Não vejo mais a estrada que me trouxe até aqui
E se não for tarde, não for demais
Perdão, Senhor, me dê a paz
Um coração ferido, rendido eu te dou

É manhã, a noite sai, o sol já vem, o frio se vai
Estrela da manhã eu sou, o choro agora enfim cessou
Tão longe eu fui, um pouco mais
Na cruz te devolvi a paz

E hoje a minha casa volta o filho que amei
A ovelha que perdida andava, enfim eu reencontrei
Ainda não é tarde, não é demais
A minha cruz te traz a paz
Neste coração ferido agora habita o meu amor

E hoje a minha casa volta o filho que amei
A ovelha que perdida andava, enfim eu reencontrei
Ainda não é tarde não, não é demais
A minha cruz te faz capaz
Neste coração ferido agora habita o meu amor

Vídeo incorreto?