O conselho das tribos pagãs está reunido na Montanha da Lua
Visões de uma tragédia são narradas pelo velho sacerdote:

"Vejo sombras aterradoras passando por nossa terra
Vejo em espírito um templo destruído... seres doentios...
E um sacerdote renegado chegando ao Povo dos Falcões, querendo roubar-lhes a alma
Vejo à nós, que viemos de distantes vales e florestas, enfrentar o inimigo"

Em êxtase o semideus decifra as mensagens nas constelações estelares:

"Muito se modificara na superfície da Terra
As noites no vale da Lua serão frias
Tombarão montanhas e os mares se levantarão
E as trevas nos envolverão..."

Longos séculos de esplendores decaídos
Erguidos agora na escuridão de nossos corações
Repousando sob o oceano verde selvas
De tempos perdidos sob velhos pergaminhos
Rumores do século XVI
Hordas pagãs marcham sob o continente
Nemep-wa Matas...
Ruínas pagãs sob o brilho da Lua parecem habitadas na escuridão
E a flecha de ouro de Inti que outrora trazia o brilho
Forma constantes tempestades sobre os meridianos
Sombras aterradoras...

Vídeo incorreto?