Fantasmas


Tem um fantasma no corredor
Tem um vampiro debaixo da cama
Há alguma coisa nas paredes
Há sangue nos degraus
Um negócio flutuando pelo quarto
E eu não consigo ver nada
Mas eu sei que é verdade
Porque agora está em cima de mim

Eu não entendo!
Eu não entendo!
Aaow !

Há barulho de passos no chão
Há um rangido atrás da porta
Há algo balançando na cadeira
Mas não tem ninguém sentado lá
Há um cheiro fantasmagórico por aqui
Mas nenhum corpo foi achado
Algo tossindo e bocejando
Como uma alma penada

Eu não entendo!
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)
Eu não entendo!
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)

E quem te deu o direito de perturbar minha família?
E quem te deu o direito de perturbar meu amor, ela precisa de mim
E quem te deu o direito de perturbar meus antepassados?

Você me esfaqueou pelas costas
Me atirou uma flecha!
Me diga, você é o fantasma do ciúme?
O fantasma do ciúme

Há barulho de passos no chão
Há um rangido atrás da porta
Há algo balançando na cadeira
Mas não tem ninguém sentado lá
Há um cheiro fantasmagórico aqui
Mas nenhum corpo foi achado
Algo tossindo e bocejando
Como uma alma penada

Eu não entendo!
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)
Eu não entendo
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)
Eu apenas não quero saber
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)
(Tem um fantasma, tem um ultrapassando nas paredes)
(Tem um vampiro, tem um ultrapassando nas salas)
(Tem que ver isso, queto ver)

E quem te deu o direito de assustar minha família?
E quem te deu o direito de assustar meu amor, ela precisa de mim
E quem te deu o direito de perturbar meus antepassados?
E quem te deu o direito de invadir para me ver?
E quem te deu o direito de perturbar minha família?
E quem te deu o direito de ferir meu amor, ela precisa de mim
E quem te deu o direito de perturbar meus antepassados?

Você me esfaqueou pelas costas
Me atirou uma flecha!
Me diga, você é o fantasma do ciúme?
Um f* fantasma do ciúme

E quem te deu o direito de perturbar minha família?
E quem te deu o direito de perturbar meu amor, ela precisa de mim
E quem te deu o direito de perturbar meus antepassados?
E quem te deu o direito de invadir para me ver?
E quem te deu o direito de ferir minha família?
E quem te deu o direito de ferir meu amor, ela precisa de mim
E quem te deu o direito de perturbar meus antepassados?

Você me esfaqueou pelas costas
Me atirou uma flecha!
Me diga, você é o fantasma do ciúme?
O fantasma do ciúme

Vem
Mas isso é dinamite [droga]
Um pedaço de mim

Me diga, você é o fantasma do ciúme?