Bem sei,
da dor que te sufoca o peito,
desse tédio meio sem jeito
da tristeza que agora tens.

Bem sei,
da angústia que invade a alma,
do tormento que te rouba calma
da desesperança que te faz ninguém.

Teu coração transformou-se em ilha
e a solidão é teu céu,
o desamor tuas ondas,
que vão quebrando, quebrando,
indo e voltando,
num mar de incerteza sem fim.

Bem sei,
que as vezes na busca de amigo,
um amparo, mesmo um amigo.
Te lanças onde não convém

Segue,
caminhando sempre para trás,
cada vez mais distante da paz,
e a tua alegria se perde no além.

Você, bem sabe
do que precisa,
difícil é aceitar
reconhecer que é inútil
viver a vida,
insistindo, insistindo
em caminhos que em nada irão acabar

Você, precisa de amor,
precisa de vez deixar,
o medo e se lançar,
como quem sabe o que quer.
Sabe que teu final,
pode ser com o Deus de amor
esquece então a dor
seja alguém feliz.

Vídeo incorreto?