Vou morar,nos teus olhos
E por artoerias e veias vou planejar
Meu glope de mestre.
Vou construir estradas,que me levem pras partes de você
Que mais me interessam.
Vou me mudar,sem avisar pro seu coração
Vou me apossar da sua boca e de seus lábios farei colção,
Mais durmirei sobre a tua lingua que será,meu chão,meu chão.

Vídeo incorreto?