Veio a palavra do Senhor a um profeta,
Sim ao profeta que temeu testemunhar
Deus o chamou para pregar aos ninivitas,
Mas o seu medo o fez parar noutro lugar

Tentou passar por bom marujo e experiente
Ao planejar fugir dali sem avisar,
Mas lá no mar o Criador se fez presente
E seu barquinho começou a afundar. A afundar...

O comandante logo descobriu a causa ao
Perceber que alguém roncava sem parar
E exclamou: não pode haver tal tempestade
Sem o Senhor que tudo pode a provocar!

Joga no mar! Joga no mar!
Esse marujo é profeta e nosso barco afundará
Joga, joga, joga no mar!
Esse marujo é o Jonas que fugiu
Prá não pregar

Um grande peixe viu
Sua refeição chegando
E vejam só onde o tal Jonas foi parar
Foi engolido pela grande criatura
Prá esse orgulho de profeta então quebrar

Ali, no escuro, compreendeu sua fraqueza,
Em oração pediu a Deus o Seu perdão,
Deus o ouviu, mas coitadinho do peixinho
Por sua causa teve muita indigestão

Obediente foi pregar aos ninivitas
E muitos creram se entregando ao Salvador
Pois ao marujo enganador que se escondia
Foi necessário Deus falar com mais fervor

Vídeo incorreto?