Às margens da cidade
Em uma certa aldeia, vivo eu
À espera da morte
Jogado à própria sorte vivo eu
Parece que a vida me roubou a vida
Onde esta meu lar?
Quero minha familia
Quero compaixão
Alguém pra me estender a mão
E libertar meu coração
Preciso de um milagre

Sara-me, Sara-me, Sara-me Senhor
E eu voltarei

Não importam os motivos
Não importam as razões
Voltarei, voltarei pra te agradecer

Vídeo incorreto?