Como servo brama pelas correntes das águas
Assim suspira minha alma por ti o Deus
A minha alma tem sede de ti, quando entrarei;
E me apresentarei ante, a face de Deus

Porque estás abatida, ó minha alma
Porque perturbas dentro de mim
Espere em Deus, Pois ainda o louvarei
Na salvação do seu poder

Minhas lágrimas ser vem-me de mantimento
De dia e de noite perguntam onde esta teu Deus
Quando lembro, disso derramo minha alma,
Pois eles não entendem que estas dentro de mim

Vídeo incorreto?