Saudações minha gente
Eu fui eleito presidente
Sou um rapaz cristão, de bons modos
E sempre bem contente

Gerarei muitos empregos
A comida nunca irá faltar
Seus filhos terão escola
E todos vão ter onde morar

Ah é? Então cadê o meu lar?
Vocês nunca cansam
Não param de enganar
Existe um porém de lhe jogar esses tomates
Pois são as únicas coisas que tenho
Antes que a fome nos mate
Uoohhhoooh

Calma minha senhora...
Deve haver algum engano
Eu fui eleito hoje
Não tenho culpa pelo o que
Aconteceu debaixo dos panos
A saúde será o meu forte
Ninguém poderá reclamar
Os índios terão de volta a terra deles
E os agricultores terão onde plantar

Ah é, é sempre assim
Todos dizem a mesma coisa
O povo está farto de ser enganado
A insurreição ressoará pelos quatro cantos do mundo
Uoohhhoooh

Ordem, ordem, ordem minha gente
Eu prometo, eu sou um político de princípios
Cumprirei cada uma de minhas promessas
Mãe, mãe você disse que
Era mais fácil enganar o povo

De mandato em mandato
Vocês nos deixam mais e mais a deriva
Num mar repleto de tubarões do Neoliberalismo Imperialista
O dinheiro só é símbolo máximo do poder
Tendo como alicerce a miséria e a exploração do homem
Sem poder centralizado no dinheiro
O homem poderá ser julgado por aquilo que é
E não pela espessura de sua carteira de couro

(Refrão x3)
Revolução...Revolução...Revolução

Vídeo incorreto?