Os dias passam sempre, se vão e não se entendem
E não há quem se lembre no final
Do escuro em minha mente, as noites me advertem
De dia não se sente nada igual

Os dias se passam e aqui eu estou
As noites me espaçam sempre que eu não vou
Seu olhos disfarçam e assim eu estou
Tão estarrecido lembro de quem sou

As dores não me aquecem, em frias noites cedem
Lembranças que se esquecem do meu mal
Que jamais se faz presente. Os medos não me vencem
Meus dias amanhecem no final

Os dias se passam e aqui eu estou
As noites me espaçam sempre que eu não vou
Seu olhos disfarçam e assim eu estou
Tão estarrecido lembro de quem sou

Sempre que eu me lembro
Eu me encontro em silêncio
Com pressa em chegar
Ao final de tudo, sem mais me cansar

Os dias passam sempre
Se vão e aqui se invertem
E não há quem se lembre
No Final...

Os dias se passam e aqui eu estou
As noites me espaçam sempre que eu não vou
Seu olhos disfarçam e assim eu estou
Tão estarrecido lembro de quem sou

Vídeo incorreto?