Canção rancheira

Pouco a pouco você vai fugindo
Dos carinhos que lhe ofereço
Devagar já estou pressentindo
Em minha'lma seu cruel desprezo.
Se um dia lhe dei muitas flores
Foi cantando que elas colhi
Sem pensar em cruéis dissabores
Que depois bem depois recebi.

Você pode a hora que queira
Me deixar não lhe tiro a razão
Porque uma flor que não se cheira
E melhor atira-la ao chão.

O que a gente aqui faz, aqui paga
Deus é justo para todo mundo
Quando uma ilusão se naufraga
Um dos dois traz desgosto profundo.
O que hoje você faz comigo
Eu já fiz para outra também
Se hoje tenho o troféu do castigo
Você vai receber de outro alguém.

Vídeo incorreto?