Paraiso / Waldemar de Freitas Assunção

formamos o nosso mundo no fogo do amor
não temos que dar ouvidos à lingua do povo
viver é fazer do amor o que a gente faz
quandotermina começa tudo de novo.

as vezes até exageramos em nossas manias
falando besteira enquanto o outro susurra
amor me paerte mais forte que estou delirando
e assim a gente aodrmece depois de uma surra.

é surra de carinho de abraços e de beijos
até matar nossos desejos

a gente se entende até nas minimas coisas
sofremos do memso mal , paixão aguda
somos iguais envelope que tem aderancia
é só selar com um beijo a gente se gruda.

amor, amor de verdade pode doer
de todo jeito é gostoso quando se prova
por nada mais vou deixar este amor louco
quero amor todo dia, te dar uma sova.

Vídeo incorreto?