Ai de mim o instante em que eu abri
Sambando no pé, sambando no pé
To pra vê quem tem pecado assim
Sambando no pé, na ponta do pé

A mina do moço quebrava o pescoço no teu
I eu? Já tava no oço, tocando alvoroço
Pensei... pensei já comigo
A dona do umbigo abalou
E a roupa, tão pouca
Que o meu céu da boca secou

"Zum Zum" é que eu era só mais um
"Zum Zum" é que eu era só mais um

Laiálaiá, quem sabe o que o samba faz...
Mal nenhum, sempre mais
Aceita qualquer um, não tem cor, afinal...

No fundo no fundo, sei que todo mundo
Se amarra num "Fundo de Quintal'
No fundo no fundo, sei que todo mundo
Se amarra num "Fundo de Quintal"

(REPETE A LETRA)

No fundo o pagode mistura o que pode
naquele que sabe que não tem nenhum...

"Zum Zum" é que eu era só mais um
"Zum Zum" é que eu era só mais um

Quem não gostava hoje a gente da dica
Fortalece a corrente que é bom sinal

No fundo no fundo, sei que todo mundo
Se amarra num "Fundo de Quintal'
No fundo no fundo, sei que todo mundo
Se amarra num "Fundo de Quintal"

No berço confesso, não tem mal nenhum
No samba eu já saio pegando por um

"Zum Zum" é que eu era só mais um
"Zum Zum" é que eu era só mais um

Eu canto a paz, canto amor e alegria
Nosso samba contagia do fundo do coração

No fundo no fundo sei que todo mundo
Se amarra no som do Molejão
No fundo no fundo sei que todo mundo
Se amarra no som do Molejão

Vídeo incorreto?