Depois de uma noite de amor com a minha preta,
carinhos pra lá e pra cá.
Cabelo enrolado, pele bronzeada,
e um abraço gostoso que ela sabe dar.
Ó amor, enquanto puder,
nunca se afaste de mim.
O sol ilumina, a lua clareia
a rosa que tenho em meu jardim.
Olho para estrada, e vejo a negrada,
chamando para batucar,
a preta me puxa, o surdo estremece
e ela me acaricia.
"Vem meu nego, me dá um chamego,
que eu estou louca pra amar."
Pensamento voa, meu corpo deseja e
a boca da preta me beija e começa a falar:

Refrão:
Deixa o caso primeiro passar,
só em mim você vai tocar,
que o repique e o surdo espera menino,
depois cê vai lá.
Ai mainha, painho quer tu..
VAMOS FAZER UM SURURU.. que essa noite é nossa,
me dá o teu breck, pro meu tum tum tum(...)

Vídeo incorreto?