Me dê aquele poder


Esrtofe

A polícia está te extorquindo (dinhero!)
Mas eles vivem do que você está pagando
E se te tratam com um deliquente (ladrão!)
Não é sua culpa, dê graças ao regente
Tem que arrancar o problema pela raiz(ha)
E mudar o governo de nosso país
À gente que está na burocracia
A essa gente que gostam das migalhas
Eu por isso me queixo e me queixo
Porque aqui é onde vivo
Eu já não sou um dependente
O que não "wachas", os postos do governo
Há pessoas que estão enriquecendo.
Gente que vive na pobreza,
Ninguém faz nada porque a ninguém lhe interessa
É a gente de cima te detesta
Há mais getne que quer que caiam suas cabeças
Se dar mais poder ao poder,
Mais duro vão vir te pegar
Porque fomos potencial mundial,
Somos pobres, nos governam mal

Coro:

Dá-me dá-me dá-me dá-me dá-me todo o poder
Para que nós darmos na mãe
Dá-me dá-me dá-me dá-me dá-me todo o poder
Então eu posso aparecer pra fo***(x2)

Dámele, dámele, dámele, dámele todo el power
Dámele, dámele, dámele, dámele todo el power

Verso 2:

Porque não nascemos onde não há o que comer
Não há por que nos pergutar como o vamos fazer
Se nos pintam como uns "huevones"
Não os somos, viva Méxicocornos!
Que se sinta o power mexicano!
Que se sinta!, todos juntos como irmãos
Porque somos mais, devoramos mais iguais
Porque está seguindo uma bola de dependentes
Que nos levam para onde lhes convém
E é o nosso suor o que os mantém
Os mantém comendo pão quente
Esse pão é o pão de nossa gente

(coro)

Dá-me dá-me dá-me dá-me dá-me todo o poder
Dá-me dá-me dá-me dá-me dá-me todo o poder