Um grito no meio da noite pedindo socorro
Pra todos amigos, pra toda cidade
Em busca de alguém pra te ajudar
Não deixe que eu morra, amigo, me dê sua mão
Mas estava escrito, não tinha perdão
A morte estava ali, veio pra te buscar
Nas mãos de um monstro assassino uma arma na mira
Um dedo malvado acionou o gatilho
Com tanta certeza, com tanta maldade
Que crueldade, que crueldade
Dr. Enódes se foi, é o fim

Tupaciguara chorou, chorou, e sua voz pra sempre calou
Dr. Enódes se foi, é o fim
Tupaciguara chorou, chorou, sua voz pra sempre se calou
Adeus, adeus, meu doutor, é o fim

Um grito no meio da noite pedindo socorro
Pra todos amigos, pra toda cidade
Em busca de alguém pra te ajudar
Na vida, salvou muitas vidas de tantos perigos
Na hora fatal lhe faltou um amigo pra poder salvar sua própria vida
Nas mãos de um monstro assassino...

Vídeo incorreto?