Depois de ser tão minha como foi
Carne, unha, corpo e alma, de cabeça e coração
Depois de ser tão minha como foi
Cama e mesa, copo e prato, de palavra e sedução

Depois de ser tão minha como foi
Roupa e casa, água e banho, meia luz, intimidade
Como vou viver sem seu amor
Se você sai meia hora e eu já morro de saudade

Você está na minha pele, no meu pelo, no meu poro
No meu peito machucado, eu te odeio, eu te adoro
Na trapaça do meu jogo, quando minto, quando choro
Estou em suas mãos

Não quero nem imaginar alguém abrindo a sua roupa
Enrolando seus cabelos, namorando sua boca
Me levando ao desespero por amor ou por dinheiro
Eu estou em suas mãos

Vídeo incorreto?