Voltei
Ao quarto antigo da fazenda
Onde o amor se fez
E deixei
Que pensamentos loucos
Tomassem a forma do seu corpo outra vez
E olhei
Naquele retrato num canto jogado, e chorei
E pensei
O certo seria na fotografia, só eu e você

Mas hoje, pra te esquecer
As minhas fotos de vaqueiro eu calcei
Pra disfarçar o meu chapéu no rosto eu coloquei
Pra que ninguém soubesse
O quanto de você eu dependi
E juntos
Com meu cavalo amigo, sem destino eu galopei
Na esperança que correndo
Assim eu fosse te esquecer
E nos caminhos dessa vida sem querer eu retornei
Ao quarto da fazenda, cheio de lembranças
A cama vazia, perfume de uma flor
Quarto de fazenda, eu só te peço agora
Nesse amanhecer, traga de volta
O meu grande amor

Vídeo incorreto?