Um real aí é um real
Um real aí
É um real aí é um real
Um real

Vendo pilha, bateria, fita-cassete, biscoito
Paçoca, doce-de-abobora
Doce-de-coco, rádio-relógio
Despertador do sono
Não vendo é sonho
Mas pode pedir
Se não tenho
Sei quem terá
Vendo pano pra cortina
Vendo verso, vendo rima
Carta pro rapaz e carta pra menina
Eu vendo provas de amores
Por minha poesia e fantasia
Quanto vai pagar?

Um real aí é um real
Um real aí
É um real aí é um real
Um real

Com quantos reais se faz uma realidade
Preciso muito sonho pra sobreviver numa cidade
Grande jogo de cintura
Entre estar esperto e ser honesto
Há um resto que não é pouca bobagem

Um real aí é um real
Um real aí
É um real aí é um real
Um real

Vídeo incorreto?