Se mexa, se mexa, que o cerco tá armado
É bicho feio pro seu lado
Não adianta ficar parado com essa cara de coitado

Se correr o bicho pega
E se ficar o bicho come
Ou você corre como um frango
Ou você morre como um homem
Deu mole pro azar

Se se fodeu cabra da peste, ainda volto pra te ver
Na missa de sétimo dia que é pra não te ver morrer
Mas eu rezo por você
O que que eu faço?
Não sei dizer!
Você não deve é mexer na onça com vara curta

Agora é tarde pra aprender
A não mexer com a mulher do Valtazar
Ninguém mexe com a mulher do Valtazar
Volta aqui cabra da peste que eu quero te pega
Ninguém mexe com a mulher do Valtazar
Corre daqui cabra da peste, que o bicho vai pegar
Cangaceiro corno
Cangaceiro corno


Se mexa, se mexa, que o cerco tá armado
É bicho feio pro seu lado
Não adianta ficar parado com essa cara de coitado

Se correr o bicho pega
E se ficar o bicho come
Ou você corre como um frango
Ou você morre como um homem
Deu mole pro azar

Se se fodeu cabra da peste, ainda volto pra te ver
Na missa de sétimo dia que é pra não te ver morrer
Mas eu rezo por você
O que que eu faço?
Não sei dizer!
Você não deve é mexer na onça com vara curta

Agora é tarde pra aprender
A não mexer com a mulher do Valtazar
Ninguém mexe com a mulher do Valtazar
Corre daqui cabra da peste, que o bicho vai pegar
Ninguém mexe com a mulher do Valtazar
Corre daqui cabra da peste, que o bicho vai pegar
Cangaceiro corno
Cangaceiro corno

Ninguém mexe com a mulher do Valtazar
Corre daqui cabra da peste, que o bicho vai pegar
Ninguém mexe com Valtazar o lampião
Porque chifrada de corno mata mais que três oitão
Cangaceiro corno
Cangaceiro corno

Vídeo incorreto?