Perdoa-me que vou fazer

eu te juro que perdi toda a razão
já perdia a noção do tempo por engano
fiz pra minha vida um casal eterno
por pensar que era maestro do filme de amor
vivo entre celas...
fui condenado jogado a solidão
pensando que um dia, fostes minha rainha
e por tudo isso, te peço não esqueça
aprendi que a solidão castiga
se tu estais
não tem sentido a vida
só te peço teus lábios bem molhados
volta a me amar perdoa-me

Já não sinto pena, só dói as feridas
encerrado por completo o meu amor
é um sentimento amargo e escuro
o qual eu não quero, nunca mais voltar
tu chegastes para pedir meu perdão
deixa eu te dizer
que eu não sou de pedra
eu não sou tão safada quanto ela
sai da minha mesa por favor

Não me peças mais
o que vou fazer?
já não volto atrás
perdoa-me
Você é muito traiçoeiro
eu não vou voltar jamais

o que restou de mim
nada mais
uma oportunidade
me deixastes no sufoco
com a sua crueldade

nem carinho restou
eu sou teu rei
só a escuridão
não volto a fazer
vá embora que meu corpo entreguei
pra outro amar

perdoa-me
nanão
o que vou fazer?
nada mais...

Vídeo incorreto?