O meu olhar te desconcerta
Eu sou a prova concreta que você tem um coração
Eu te causo arrepio, estômago frio, suor nas suas mãos

Sou objeto do seu desejo
A goiabada do seu queijo
O arroz do seu feijão

Sou a sua última dose que te dá hipnose, ressaca de paixão
Vem, e mata essa vontade louca
Que você tem de mim

Desconta na minha boca a raiva por querer tanto assim
Alguém que só te quer por uma noite e nada mais
Vai, sentir o gosto do próprio veneno

Amanhã quando o seu coração estiver doendo
Vai saber a dor, que só causou a vida inteira

Vídeo incorreto?